segunda-feira, 18 de abril de 2011

Propagandas estranhas


Todos sabem que existe um curso chamado Publicidade e Propaganda ou outro nome parecido, que, no final das contas, leigamente, têm o mesmo fim: formar profissionais capazes de apresentar um produto ou serviço, de tal forma que promova a sua venda. Certo?!

Mas, assistindo à televisão, a gente se espanta com muita coisa. O que ensinam a alguns publicitários na Universidade? Que somos todos burros e loucos?

Angélica, riquíssima, casada com Luciano Huck, também riquíssimo, formam o quê? Um casal riquíssimo ao quadrado. Celso Kamura, o top cabeleireiro que cuida da imagem da nossa presidenta Dilma, é também quem cuida das madeixas loiras e lindas de Angélica. Tenho certeza que ele tem crise de riso toda vez que vê Angélica fazendo a propaganda da Niely Gold. Um xampu Niely Gold custa R$8,00 e é vendido em qualquer supermercardo. Angélica e Celso Kamura devem desenvolver uma alergia só de pensar em usar um produto Niely Gold.

Xuxa toma banho de hidratante Monange. Vocês conhecem algum ser vivo que compre esse hidratante? Imagine então Xuxa, com aquele rosto de quem faz tratamento de pele à base de formol! Se um dia eu encontrar com Xuxa, tenho apenas duas coisas a dizer:

- Xuxa, primeiro: não quero foto nem autógrafo seu. Sou baixinha, mas não sou maluca.

- Segundo: deixe de ser ridícula e pare de fazer a propaganda do Monange! Nem eu, que, se comparada a você, sou pobre de marré-marré, uso aquele hidratante aguado e fedorento! Reflita!

(Ditas essas duas coisas, eu morro tranqüila.)

E se publicitários não pensam que somos burros, eles fazem umas propagandas totalmente sem noção. Em que lugar do mundo você vai abrir a porta da sua casa e vai ter uma moça com um microfone dizendo: “Topa fazer o teste do banheiro?”, e aí você fica meio desconcertada, pois os seus 15 filhos acabaram de fazer xixi, mas você permite e é reprovada. Então, a moça do microfone lhe dá um produto super cheiroso pra você e seus filhos serem felizes para sempre no banheiro de vocês!

Oi?

Se, quando as pessoas tocam na nossa casa pedindo ajuda, a gente finge que não tá escutando, imagina então se aparece uma louca com um terninho rosa, um microfone e um cinegrafista pedindo pra entrar na nossa casa e cheirar nosso banheiro? É óbvio que, no mínimo, a gente chamaria a polícia!

As propagandas são tão ruins, mas tão ruins, que quando tem alguma mais ou menos, a gente já percebe.

Foi o caso da Sandy Devassa. Certamente esse publicitário estudou direitinho, não faltou uma aulinha sequer.  Eles poderiam ter escolhido qualquer loira gostosa, fazendo a mesma propaganda. E o que aconteceria com a cerveja? Continuaria no mesmo patamar.

Mas eles foram sagazes e escolheram a Sandy, a menininha nada-devassa, pouco-gostosa e que cantava Maria Chiquinha até um dia desses. Por essa escolha ser nada óbvia, gerou comentários em todos os lugares. E, hoje, sinceramente, quando você vai num bar, qual cerveja você pede?

Eu peço a Devassa. Não por achar melhor que as outras. Na verdade, eu nem sei diferenciar cervejas. Peço, simplesmente, porque fui conquistada pela audácia da propaganda.

Acho que o publicitário da Devassa devia fazer grupo na faculdade com o pessoal das Havaianas e da Pepsi. Já o cara dos produtos Monange e da propaganda do teste do banheiro deviam passar a aula jogando truco, afinal de contas, eles não desenvolveram a menor noção de como se vende algo.


Mari Lima
17/04/11

3 comentários:

  1. Realmente... Essas propagandas que você citou são de médias pra fracas...

    Mas eu acho que as propagandas brasileiras estão entre as melhores do mundo, e, aliás, não só na minha opinião, Muitas pessoas concordariam comigo...

    Bjo Mari!

    Ass.: Acarírton

    ResponderExcluir
  2. Mari até concordo com as propagandas que criticou, porém Sandy de devassa não dá pra engolir, a idéia do publicitário foi boa porém ela é tão sem sal e sem açúcar que não convence no papel proposto. Sem falar dessa entrevista aqui: http://www.youtube.com/watch?v=trOPy9__uYQ . Oi, meu nome é Sandy eu não fumo, não bebo e não fujo. =P

    ResponderExcluir
  3. "Oi, meu nome é Sandy eu não fumo, não bebo e não fujo." kkkkk

    Eu concordo que foi bem inteligente a intenção de colocar Sandy na propaganda.Ok, não gosto dela, acho a criatura um saco!Mas se a intenção era chamar a atenção pra cerveja, o resultado foi positivo!Ponto pro moço que bolou a propaganda!

    ResponderExcluir